Como a história de A Bela Adormecida foi mudando com o passar dos anos

Na semana passada contamos aqui a verdadeira história de A Bela Adormecida de Giambattista Basile.
Caso não tenha visto, clique no link abaixo.

A verdadeira história de A Bela Adormecia

Hoje vamos contar um pouco das várias versões dessa clássica história, como e porque ela foi mudando tanto.

 

 

A Bela Adormecida de Charles Perrault


Obs: Recomendo ler a matéria anterior a essa para entender melhor, clique aqui, é rápido.

 

Na versão de Perrault, algumas mudanças foram feitas, como: A adição de uma fada desprezada que emite uma maldição, fadas boas que trazem presentes para a pequena princesa e um príncipe valente que desperta a princesa adormecida com um beijo de amor verdadeiro. Esse é o conto que conhecemos.

SleepingBeautyCP1

 

Estas modificações na narrativa tiveram grandes e sutis mudanças na história, assim como Basile provavelmente mudou a história dele desde as primeiras versões da coleção de histórias de romance franceses conhecidas como “Perceforest.” Já o nome A Bela Adormecida foi usado pela primeira vez entre 1330 e 1344, mas somente foi impressa vários anos depois. Nessas versões já eram abordados temas de estupro inconsciente e sono encantado.

Cuntodelicunti2

Capa de “Cunto de li cunti” de Basile, onde encontra-se a história Sol, Lua e Tália

Indo ainda mais a fundo

 

Alguns dos principais temas abordados no conto de A Bela Adormecida já eram citados em lendas islandesas abordados em “Volsunga Saga”, lá no século XIII. Estes poemas épicos falam de muitos eventos históricos e culturais relativos ao período de migração da Europa Central entre 400-800 AD.

Temas de donzelas adormecidas, barreiras de proteção de espinhos e castelos abandonados sempre existiram e se alastram através dos séculos. Até Odin, o governante de Asgard, pai de Thor e o padrasto de Loki, está incluído nestes contos.

volsunga_saga3

Página do manuscrito Volsunga Saga.

 

Porque tantas mudanças na história

 

Assim como Perrault assumiu a versão violenta de Basile e moudou-a para a audiência da época, Jacob e Wilhelm Grimm fizeram o mesmo no início de 1800, juntando contos populares de toda a Europa e transformando-os em histórias românticas. Em “A Bela Adormecida” e muitos dos outros contos populares juntados pelos dois irmãos, foram transformados em contos para pais e filhos.

ArthurRackhamSleepingBeauty4

Ilustração de Arthur Rackham para a história A Bela Adormecida dos Irmãos Grimm

 

Embora algumas cenas em alguns contos de fadas reescritos pelos irmãos Grimm foram amenizadas, algumas outras não foram. Em “A Bela Adormecida”, os irmãos se basearam fortemente na versão já diluída de Perrault. Uma mudança importante na história “criada” pelos Irmãos Grimm foi a de que o príncipe e a princesa vivem felizes para sempre, tal como conhecemos hoje.

Essa versão da história era a mais conhecida até 1959, quando Walt Disney apresentou sua versão animada do conto de fadas.

E de acordo com a adaptação da história dos Irmãos Grimm, a princesa Aurora se chamava Briar Rose. Os artistas da Disney enfrentaram desafios como: como adaptar o conto de Perrault em uma trama para o público do século 20. Assim, o enredo garoto encontra garota foi introduzido. Outra mudança foi no sono eterno, que foi reduzido de um século para apenas uma noite.

SleepingBeautyDisney19505

 

Faltava apenas o vilão. Dessa maneira, Maleficent foi introduzida como uma feiticeira do poder régio.

E todos os temas de assassinato, estupro ou canibalismo foram abolidos da história. Tudo bem, temos a cena da batalha entre o príncipe Phillip e um dragão cospe fogo, mas não é nada comparado ao rei estuprador ou a rainha assassina.

 

 

Como já sabemos, Walt Disney não criou seus contos de fadas, alias, a Disney fez fama com esses contos populares. Mas você pode pensar: a Disney não tem criatividade mesmo.

Essas adaptações são muito comuns ao longo dos anos. O tempo passa, e as histórias acabam virando contos populares, que passam de boca em boca e vão se transformando. Até que chega alguem e oficializa um desses contos ao seu modo. Dessa maneira, outro autor vem e faz o mesmo alguns ou vários anos depois, e assim por diante. Você ai pode fazer o mesmo com a Branca de neve. Mas enfrentará um problema. Esse conto já entrou para história e está relacionado a Disney.

 

E, finalizando, eu gostaria de saber a sua opinião sobre essa matéria.

Deixe um cometário abaixo sobre o que você mais gostou nessa matéria, ou qual parte da história, ou de qual versão dela você mais gosta.

E se tem alguma informação extra, comparilhe-a com a gente.

 

FONTE: Orlando Sentinel

Você pode gostar...

Por favor, não saia ainda!
Caso tenha chegado aqui por uma pesquisa do Google e gostou da nossa matéria. Deixe seu email na caixinha abaixo para receber gratuitamente nossos feeds diretamente na sua caixa de entrada.
Obrigado por se inscrever. Você deve confirmar seu endereço de e-mail. Por favor, verifique seu e-mail e siga as instruções.
Nós respeitamos sua privacidade. Não divulgaremos suas informações pra ninguém!
Vai sair mesmo? Que pena. :-(
×
×
WordPress Popup
Assine a nossa newsletter
Deixe seu e-mail gratuitamente para receber nossas atualizações sobre as últimas notícias do site!
Não, obrigado
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Vai fechar mesmo?
×
×
WordPress Popup