Steven Seagal, um lutador, apenas um ator ou nenhum dos dois?

Steven Seagal, ator, produtor cinematográfico, escritor, diretor, mestre 7º Dan de Aiki-Do, mestre de Kendo, faixa-preta de Karatê e Judo, tem uma academia de Aiki-Do no Japão, fala japonês, é músico, filantropo, policial, ativista americano, professor, Zen, curador, bom atirador e grande amigo de Jackie Chan.

 

 

O currículo de Steven Seagal não é pequeno, e tudo começa na sua infância quando ele tem os primeiros contatos com as artes marciais e com o blues. Como professor, ensinou artes marciais para pessoas como Sean Connery, James Coburn, Michael Ovitz e os brasileiros Anderson Silva e Lyoto Machida, aliás, foi Ovitz que lhe deu a chance de co-escrever e estrelar seu primeiro e grande sucesso dos filmes de ação “Acima da Lei” em 1988. Steven Seagal tem mais de 22 anos de estrada, já fez por volta de 40 filmes, 2 grandes séries de televisão e faturou cerca de U$ 2 bilhões em bilheteria.

Steven Seagal com Lyoto Machida e Anderson Silva

Da esquerda para a direita: Lyoto Machida e Steven Seagal / Steven Seagal e Anderson Silva
Fonte da imagem: Reprodução/stevenseagal.com

 

Entre seus filmes estão sucessos como Difícil de Matar, Marcado para Morrer, Out for Justice, Acima da Lei, Under Siege, Momento Crítico, The Glimmer Man e Exit Wounds.

Steven morou no Japão, aprendeu a cultura japonesa e aperfeiçoou suas lutas, e hoje suas crenças espirituais são um grande guia em sua vida que o ajudaram a se tornar um especialista nas artes marciais e também um grande músico de blues.

 

 

Filantropia

“Para mim o dinheiro e a fama não são as melhores coisas da vida. O que realmente importa é a possibilidade de ajudar os outros” Steven Seagal

 

Steven Seagal dedica grande parte da sua vida a ajudar, financeiramente, muitas instituições de caridade como varias causas ambientais, direitos dos animais, crianças carentes e pesquisas de HIV/AIDS.

 

 

Alguns de seus feitos

  • Steven é visitante freqüente de Casas, orfanatos e hospitais de todo o mundo, onde ele leva presentes e seu amor aos doentes, desfavorecidos e crianças.

“Minha devoção aos filhos decorre diretamente da minha devoção ao Divino. A filosofia budista diz para colocarmos os outros antes de nós mesmos. ” Steven Seagal

  • Steven visitou idosos e doentes da República da África do Sul durante filmagens em 2005.
  • Ele colocou seu nome na campanha “Be Intelligent, Not Violent” iniciada pela polícia de Bucareste na Romania. O lançamento da campanha foi em um orfanato e dez crianças foram convidadas por Steven para assistir as filmagens de um filme. Sua intenção era provar às crianças que as “lutas” nos filmes não eram reais e que a violência é sempre derrotada pela inteligência.

“O que eu faço nessa vida só é importante se eu puder aliviar o sofrimento dos outros e fazer do mundo um lugar melhor” Steven Seagal

Steven Seagal junto das crianças na Romania em 2005

Steven Seagal junto das crianças na Romania em 2005
Fonte da imagem: Reprodução/stevenseagal.com

 

  • Steven é ativista anti-drogas.
  • Impediu a exportação de bebês elefantes da África do Sul para Japão.
  • Trabalhou duramente para salvar cães destinados a morte em Taiwan, ele pressionou, sozinho, o primeiro-ministro de Taiwan para assinar uma legislação que limita a crueldade contra os animais.

 

Steven Seagal e a Música

Steven ganhou sua primeira guitarra com 12 anos, e após anos atuando, hoje ele se dedica muito mais a música do que a carreira de ator.

Steven, ao longo dos anos, tem aperfeiçoado sua arte tocando com algumas lendas do blues como BB King, Bo Diddley, John Lee Hooker e sua maior influência, Clarence “Gatemouth” Brown.

Steven Seagal e BB King

Steven Seagal e BB King
Fonte da imagem: Reprodução/stevenseagal.com

 

Steven é um purista declarado quando se trata de blues, permanecendo fiel às suas raízes, isso ficou evidente em “Mojo Priest” de 2007, que foi aclamado pela crítica como um dos melhores álbuns de blues lançados naquele ano.

 

 

Steven Seagal- Girl it’s alright

Steven Seagal – Dark Angel

Steven Seagal – Slow Boat To China

‪Steven Seagal treinando com Lyoto Machida

Um fato pouco conhecido é que Steven tem uma das mais completas coleções de guitarras históricas de blues do mundo.

 

Steven Seagal não é apenas um ator como podemos ver acima, ele não trabalha pra enriquecer a si próprio, trabalha pra enriquecer a sua alma ajudando pessoas carentes, animais, e tudo mais.

 

Em relação aos filmes vimos que ele teve longas de grande secesso. Mas dizem as más línguas que Steven Seagal não é bom ator por atuar sempre do mesmo jeito, com a mesma face e golpes lentos mas precisos, de certo modo eu concordo, mas convenhamos, geralmente quem é lutador não é um ator excepcional. Se procurar no Google sobre “bom lutador, péssimo ator” Steven Seagal vai liderar o topo das pesquisas, claro, ele é destaque nessa era da internet onde outros lutadores péssimos atores já não fazem mais tantos filmes.

Depois dessa matéria confesso que passei a respeitar mais o cara, ele é foda.

Steven Spiritual

 

Chegou até aqui? Compartilhe e nos ajude, comente e deixe sua opinião.

 FONTE: stevenseagal.com

Você pode gostar...

  • The Fly

    Só um toque para que saias do mundo da fantasia acesse este link: http://www.aikikai.org.br/art_seagal.html

    • Sequencia

      Não acredita em tudo que lê na Internet, The Fly. Esse artigo está cheio de furos(carência de fontes é a principal delas, tudo é jogado ao ”acaso), e terminá-lo de ler leva uma eternidade, devido a péssima escrita e ortografia do mesmo, não existe concordância nesse amaranhado de frases e palavras desconexas.

      • The Fly

        Bom, este artigo acima também contem erros, pois quem fez “Duro de Matar” pelo que eu sei foi o Bruce Willis (aliás as fontes usadas são do próprio site do ator e é lógico que ele vai sempre falar maravilhas de si próprio). O artigo mostra fotos, oras o cara é famoso e isso é inegável; portanto é lógico que ele terá diversas fotos com outros famosos. Quanto aos erros do outro texto provavelmente alguém copiou e usou o google tradutor para traduzi-lo. Pelo que vejo nos lançamentos dos novos filmes do Sr. Segall (que diga-se de passagem saem direto em dvd, ou seja, nem são lançados nos cinemas) ele já não tem o mesmo sucesso de antes a pelo menos uma década, fora que esse pretenso ator, mestre de artes marciais, músico e filantropo é citado por colegas de profissão como arrogante, antissocial, pretensioso e sem talento. Só para completar esta figura nos E.U.A é alvo de piada nos programas de humor (procure no you tube), então você tem todo o direito de duvidar do outro artigo e eu tenho todo o direito de duvidar deste acima, pois ele não é nada imparcial…

        • Sequencia

          Concordo com o que você diz, o problema é que ambos artigos estão no extremo do ”8 ou 80” ,esse coloca o Seagal no pedestal, e o outro praticamente o chama de pior ser humano da face da Terra. Acho que devemos filtrar o que cada um tem de bom.

          Steven Seagal é arrogante mesmo e seu sucesso não teria como durar muito pois o ator abusa da mesma fórmula para todos filmes, pegue um filme dele hoje e um de 1993 e verá isso. Um detalhe interessante é que quando surgiu o Nico – Acima da lei(1° filme dele), o Seagal já estava com quase 40 anos, nunca foi ator, era praticante de artes marciais e muito bom com armas, espadas, facas etc.. conseguiu seu papel por ”influências”, porém esse ”Nico” foi o melhor filme dele feito até hoje, um dos poucos que ele sangra,apanha etc, depois passou a década de 1990 e o cinema de ação entrou em decadência, ele próprio nunca quis sair da zona de conforto, talvez por ter ficado multimilionário(ele é muito rico, tem diversos investimentos lucrativos). Praticamente todos seus papéis são iguais, mas acho divertido assisti-lo em uma tarde sem muitas emoções rsrs…

          Quanto ao talento que você diz que ele não possui, eu discordo, mesmo que tenha pulado etapas no Aikido, ele não deixa de ser excelente nas artes marciais(um ocidental ensinar artes marciais em pleno Japão é uma coisa muito forçada até em filmes, e aconteceu com ele na vida real) e na própria música Blues (foi elogiado até pelo lendário B.B King), como eu disse, ele nunca foi ator, então não dá para esperar nada diferente e/ou talentoso dos filmes dele, duvido que ele vá procurar diversificar-se igual um Stallone, Willis ou até mesmo Van Damme, e acho que o nicho de fãs dele preferem assim, se não fez antes não é com quase 70 que fará.

          Quanto a ser piada em programas de humor, nada mais natural, quanto mais caricato a pessoa for, mais entrará nessa lista, eu mesmo morro de rir quando vejo uma piada dessas, tipo aquela lista do ”Steven Seagal sorrindo, triste, com raiva..” todas usando a mesma foto kkkkkkk. Nos EUA tiram onda com 99 de 100 atores.

          Abraço, qualquer coisa continuamos a conversar por aqui 🙂

          • The Fly

            Também concordo com você quando diz: ‘o problema é que ambos artigos estão no extremo do ”8 ou 80”’, quanto a questão das piadas, veja o caso do Chuck Norris que sempre levou aquelas piadinhas, os “Chuck Norris Facts” (que inclusive foi usado em “Os Mercenários 2”) na esportiva e como uma brincadeira e homenagem, inclusive ele sim foi campeão americano de karatê e nunca precisou provar nada para ninguém nesse sentido (apesar de usar dublês em cenas perigosas). E é um péssimo ator também, mas nunca foi arrogante; quanto ao talento como lutador do sr. Seagall, não vou entrar em detalhes pois não sou um expert no assunto (mas essa controvérsia é no mínimo algo para se desconfiar, pois eu nunca vi ninguém duvidar das habilidades do Bruce Lee, do Jackie Chan, Jet Li, Van Damme e do Chuck Norris) e em relação ao seu talento musical, não vejo nada demais nele tocando guitarra e usando riffs clichê de blues. Fotos com o B.B. King? Sabia que o B.B. King pouco antes de morrer já estava completamente sem controle de suas faculdades e era obrigado pelo empresário a fazer shows assim mesmo? Tanto que o empresário está sendo processado pela filha do King pois ela não conseguia livrá-lo dessa nefasta influência, então nesse cenário se eu, você ou qualquer outro conseguisse chegar perto do King e tocasse um acorde de dó maior ou fizesse um solo pífio de guitarra; provavelmente por elegância, educação, por incentivo (ou pressão do empresário ‘no caso de ser uma pessoa famosa’) ele diria: -uau! Você é muito bom!
            Imagina um Steven Seagall que é uma figura conhecida… Mas isso são só conjecturas, veja bem, não estou afirmando que foi assim que aconteceu, mas realmente é algo a se pensar antes de sair por aí defendendo as qualidades de uma pessoa que pelo que eu percebo adora ter o ego massageado e ser o centro das atenções. Concluindo, isso é um pecado? acho que não, mas se ele é tão bom, tão rico e tão maravilhoso, não precisaria de tanta publicidade para mostrar suas qualidades e virtudes. Para mim (minha opinião pessoal) é apenas uma celebridade decadente que está queimado a muito tempo e deseja desesperadamente voltar aos áureos tempos onde tinha respeito, influência e facilidades que a fama e o dinheiro trazem. Abraços para você também, é difícil encontrar na internet alguém que saiba argumentar de forma educada e coerente, parabéns… Até a próxima.

          • É muito bom ver que essa matéria trouxe discussões, é sempre bom ver pessoas discutindo sobre um assunto de maneira saudável e educada.

            Quando nós resolvemos fazer uma matéria sobre Steven Seagal, nós sabíamos que isso poderia trazer questionamentos e até intrigas. Nosso objetivo foi responder a pergunta feita ainda no título. Não defendemos e nem tiramos méritos dele. A fonte usada foi o site do ator, e se o que está escrito lá é mentira, ai já é outro assunto.

            E em relação ao filme Duro de Matar, na verdade o filme é Difícil de Matar, Um pequeno erro de tradução já corrigido.

    • Cara,
      achei o artigo HIPER IDIOTA. Como se Steven Seagal estivesse lesando alguém por fazer um evento. Oras, as pessoas vão especialmente para VER STEVEN SEAGAL AO VIVO. Garanto que tem gente que até pede autógrafo.

      Esses “mestres” aí… vou te dizer: estamos na Era do Espetáculo. As artes marciais valem por serem bonitas, plásticas, por renderem boas cenas de filme e boas demonstrações ao vivo.

      Para o combate verdadeiro temos coisas bem menos tradicionais e bem menos cheias de firula: boxe, uns agarrões, MMA enfim.

      E para defesa fora do ambiente esportivo, temos a bala.

      Artes marciais valem mais como fitness, filosofia e demonstração.

      E Steven Seagal vende bem as três coisas.

      • The Fly

        Se ele foi só para tirar fotos e dar autógrafos (tipo fazer uma presença vip), beleza, não há nem um mal nisso. Agora o artigo que eu citei pelo que eu entendi (apesar da ‘tradução’ ou seja lá o que for estar bastante confusa) dizia que ele ia fazer uma apresentação e mostrar suas habilidades e ele fugiu da raia, só isso.

        Ele é a pior pessoa do mundo por isso? Não. Ele é um embuste? Não sei e nem me importo. Este artigo só me incomodou pelo fato de mostrarem ele como o maioral e o bam bam bam (o bonzão em tudo).

        Pelas histórias que correm nos bastidores de Hollywood as 3 coisas que ele vende bem são:

        Arrogância, soberba e empáfia.

        • É que ele ser o “bam bam bam” faz parte da persona artística dele. É algo indissociável dos filmes e coisas afins.

          O Elvis Presley se meteu a aprender karate, e embora ele não fosse grande coisa, selecionavam o que saía de videos dele praticando, para ele nunca parecer ruim. O mestre dele ajudava a empurrar ele para cima porque… cara… ele não ia mesmo competir em campeonato, ele era o Elvis Presley!

          Personas de artistas não precisam ser iguais às pessoas deles. É imagem. É arte. É atuação.

          O que ele não pode, claro, é querer ir a um evento daqueles tradicionais e estar ao lado dos mestres de verdade. Poderia mesmo ter feito presença VIP que seria legal, não essa vergonheira aí.

          • The Fly

            Concordo com tudo que você disse, principalmente quando diz: “…O que ele não pode, claro, é querer ir a um evento daqueles tradicionais e estar ao lado dos mestres de verdade. Poderia mesmo ter feito presença VIP que seria legal, não essa vergonheira aí…” Resumiu o que eu penso. Abraços!

Por favor, não saia ainda!
Caso tenha chegado aqui por uma pesquisa do Google e gostou da nossa matéria. Deixe seu email na caixinha abaixo para receber gratuitamente nossos feeds diretamente na sua caixa de entrada.
Obrigado por se inscrever. Você deve confirmar seu endereço de e-mail. Por favor, verifique seu e-mail e siga as instruções.
Nós respeitamos sua privacidade. Não divulgaremos suas informações pra ninguém!
Vai sair mesmo? Que pena. :-(
×
×
WordPress Popup
Assine a nossa newsletter
Deixe seu e-mail gratuitamente para receber nossas atualizações sobre as últimas notícias do site!
Não, obrigado
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Vai fechar mesmo?
×
×
WordPress Popup